Workshop Atelier Livre ( Cidade Vacaria )


A proposta do Workshop resgata o estímulo visual que o Graffiti representa na estética urbana, passando pela raiz do movimento e pelas variações de estilos provenientes da sua história.

 captura-de-tela-2016-09-07-as-12-49-03

Objetivo:

Alavancar o aluno através da escolha do seu estilo, por meio de uma didática facilitada e adaptada através da técnica do graffiti.

 captura-de-tela-2016-09-07-as-12-49-18

Assuntos abordados: História do Graffiti; Técnicas e materiais utilizados;

Criação do projeto artístico; e Aplicação do produto final

captura-de-tela-2016-09-07-as-12-49-34

Material: Sprays, tinta acrílica, canetões, rolos e pincéis.

Obs.: O material esta incluso no valor da inscrição.

 captura-de-tela-2016-09-07-as-12-49-55captura-de-tela-2016-09-07-as-12-47-29

O vocabulário do Graffiti

O Graffiti possui uma terminologia própria e por ter nascido nas ruas da Filadélfia e de Nova Iorque, o vocabulário dos grafiteiros é recheado de termos em inglês.

Para se aprofundar e entender um pouco mais obra e criador (graffiti e grafiteiro) se faz necessário conhecer alguns dos termos usados por eles.

E que fique claro que é perfeitamente possível que esta lista não esteja completa, visto que ainda não somos profundos conhecedores do assunto.

Fiquem a vontade pra completá-la…

 captura-de-tela-2016-09-07-as-12-50-18

WRITER – Grafiteiro, praticante da arte de graffiti, escritor urbano.

BITER – Aquele que copia o desenho ou até mesmo o estilo dos outros writers.

PIECE – Graffiti feito por um writer, onde se usa mais de 3 cores.

MURAL, PRODUÇÃO – Feita por um writer ou uma crew. Envolve no mínimo 2 pieces e alguns bonecos.

CREW – Grupo de grafiteiros.

TOY – Expressão utilizada para indicar um principiante ou alguém que grafita apenas por moda.


FAME – Aquele que já tem o trabalho reconhecido pelos outros grafiteiros.


ALL CITY – é considerado aquele que escreve por toda cidade, ou pelo país. Pode se referir a um writer individualmente ou uma crew.


ROLL CALL – Assinar o nome de todo mundo do crew depois de ter feita um produção.


WILDSTYLE – Um estilo complicado, com letras entrelaçadas entre si. É considerado um dos estilos mais difíceis de fazer.


BACKGROUND – Fundo de um piece ou de uma produção.


TAG – Assinatura do nome ou apelido do grafiteiro.

TAGGING UP – Tagear algum lugar difícil.


BOMB – Graffiti rápido ou ilegal, geralmente feito na noite.

BOMBER – quem faz o bomb.

BOMBING – Sair pra fazer graffiti ilegal.

FREE STYLE – trabalho livre, improvisado.


STICKERS – Adesivos que foram produzidos e taggiados antes.

THROW-UP – Vomito, estilo simples de letra, usado nos bombs. Geralmente feito em duas cores.

PIECEBOOK – O livro com sketchs do writer.

OUTLINE – Desenho feito em piecebook, sketch.


CAP – Bico do spray do qual depende o traço… Pode ser fino (SKINNY) ou grosso (FAT).

FAT – Linha grossa, feita com Fat Cap.

FANZINE – Uma mini revista de graffiti, sem fins lucrativos, apenas pra divulgar e divertir.

________________________________________________________ __ _ _

 captura-de-tela-2016-09-07-as-12-47-08

Mais informações: (54) 9955.5999 contato@gustavogomes.art.br